Quando tudo parece dar errado
terça-feira 20 de setembro de 2016 às 19:23 | Arquivado em: Hidden Thoughts

blueiceheart3: “ http://blueiceheart3.tumblr.com ”:

Quando tudo parece dar errado, entro em desespero. Será algum sinal ou fruto da minha imaginação? Só quero que o dia acabe logo e chegue a hora de botar minha cabeça em repouso para um novo dia que vai surgir. Não posso me enganar fingindo que nada aconteceu, mas luto para viver no presente e deixar o passado para trás. O futuro não quero nem me atrever planejar.

Me deixa viver plenamente com meu presente, estar feliz! Quando me entrego a alegria tudo se esclarece, uma enorme gratidão corre em minhas veias e eu sou capaz de enxergar os mínimos detalhes que antes eram privados por mim.

Chega de pensar o que não quero. Sai ego, me deixa ser assim, esse jeitinho estranho que gosto tanto. Na busca pelo afeto e amor de quem eu mais quero.

Eu mesma!

Belli Burton

Comentários
Tags:




Meia noite e quarenta e cinco
segunda-feira 5 de setembro de 2016 às 20:32 | Arquivado em: Cultura, Hidden Thoughts, O Estudo sobre o Amor

Backyard pleasures:

Você, que divide o travesseiro com ele agora, agradeça.

Tamanha alegria deve ser ter sua nuca tão perto, se possível, beije-a.

Você, que mistura seu calor com o dele agora, agradeça.

Tamanho orgulho deve ser mergulhar a mão nesses cabelos, se possível, se afogue.

Você, que no ócio da madrugada tem ele ao seu lado, agradeça.

Tamanha sorte deve ser se aconchegar nesse colchão de solteiro, se possível, se aninhe.

Você mesmo, que o observa dormir, tatue cada instante dessa cena na mente, agradeça.

Tamanho gosto deve ser sentir tal respiração no seu rosto, se possível, toque-o.

Quem quer que seja, agradeça. Se delicie. Quem dera eu no seu lugar.

Escrito por Clara Vaz;

O Estudo sobre o Amor!

Comentários
Tags: , ,




O amor pra mim
quinta-feira 1 de setembro de 2016 às 20:13 | Arquivado em: Cultura, Hidden Thoughts, O Estudo sobre o Amor

Pôsteres e imagens para quadros – baixe aqui | http://nathaliakalil.com.br/posteres-e-imagens-para-quadros/:

Nem que eu lesse todo um dicionário conseguiria dizer o que é o amor.

Bom, pelo menos eu nunca vi nenhuma palavra que traduzisse ou chegasse perto do

significado desse sentimento. Acontece que o amor é uma coisa muito volátil. Na mesma hora

em que se ama, se pode também odiar. É um dos sentimentos mais mutáveis que possa existir.

Talvez a explicação seja de que o amor se divide em muitas categorias, como por exemplo:

existe o amor de mãe, de filho, de amigos, de namorado, de amante, amor por empatia e

muitas outras formas. E uma coisa muito comum é esse sentimento ter a capacidade de mudar

de categoria de uma hora para outra. Logo se torna impossível qualificar, rotular e calcular o

tamanho e a forma dessa ligação chamada amor.

Eu posso não saber o que o amor significa, mas eu sei exatamente qual é a influência dele na

minha vida. Bem, eu posso afirmar que é uma das melhores. Amar é olhar para uma pessoa,

seja ela quem for, sentir borboletas não só no estomago, mas no corpo inteiro. É como se o

universo me permitisse fazer tudo naquele momento e como se nada mais existisse fora dali.

Amar é sentir a mesma coisa sempre, porém como se fosse a primeira vez. Para mim o amor é

isso. É ser tudo e nada ao mesmo tempo.

Escrito por Maria Luiza Zortea

O Estudo sobre o Amor!

Comentários
Tags: , ,




O certo é questão de ser
segunda-feira 29 de agosto de 2016 às 17:46 | Arquivado em: Hidden Thoughts

"child of the star bringer" | charlie bowater:

Os dias se tornam cada vez mais difíceis. Tudo parece não se encaixar, enquanto tento fazer a minha ficha cair e admitir para mim que é preciso seguir em frente. De todas as formas que o amor me apareceu, essa foi a que mais me acolheu. Só queria poder ter o controle da situação, mas a vida é incontrolável. Temos que ser honestos uns com os outros para que saibamos o que está acontecendo por dentro, no coração. Não podemos nos permitir nos machucarmos ou machucarmos um outro alguém, precisamos da verdade.  O tempo é capaz de furar barreiras e nos mostrar caminhos. Entre esses caminhos precisamos fazer escolhas, seguir o nosso coração. 

Agora, pensando em mim e em tudo o que o universo me proporcionou sigo em frente, cabeça erguida e guiada pelo coração.  Se o amo, preciso deixa-lo livre para voar, então voe, mas para a felicidade. Se não deu certo amor, se acalme tudo tem sua hora!

 

Belli Burton

Comentários
Tags:




Amar é mudar a alma de casa
sexta-feira 26 de agosto de 2016 às 15:29 | Arquivado em: Cultura, Hidden Thoughts, O Estudo sobre o Amor

Amar é mudar a alma de casa,

Morar no aconchego da paixão,

Olhar nos olhos e perceber a

Razão de nada fazer sentido.

Escrito por Maria Luiza;

O Estudo sobre o Amor!

Comentários
Tags: , ,




Definindo o indefinível
terça-feira 23 de agosto de 2016 às 17:38 | Arquivado em: Cultura, Hidden Thoughts, O Estudo sobre o Amor

Exibindo large.jpg

É tomar mertiolate, pra curar o ralado do coração. Passar batom vermelho, soltar o cabelo e dançar ao som do vento e sentir-se livre. São aqueles que iluminam seus dias que brilham mais que o sol e que arrancam coisas boas de seu coração e pensamento. Sãos os beijos e os abraços apertados, são os gestos inesperados de carinho. As palavras doces ou amargas, que fazem sorrir ou chorar, mas que são por nós e para nós, com atenção e cuidado. São três pássaros tatuados nas costas de alguém e nomes que tem significado. É aquele rosto amassado, com os olhos remelentos e o bafo de onça que te encara no espelho, que pode matar como narciso ou refletir a alma. É o conhecimento sobre aquilo que não sabemos e ficamos a divagar de madrugada. É aquilo que faz nossos olhos brilharem, nossas cores todas vibrarem e acenderem e nos transformar em uma tela de descanso do Windows. São todos os clichês, com tudo o que é inesperado. Somos nós, por nós mesmos. São os vários tipos, que são tantos e não entendemos nem a metade.

Escrito por Luiza Luna

Exibindo IMG-20160729-WA0001.jpg

O Estudo sobre o Amor!

Comentários
Tags: , ,




Le amour
quinta-feira 18 de agosto de 2016 às 17:29 | Arquivado em: Cultura, Hidden Thoughts, O Estudo sobre o Amor
Exibindo a2bb12eb8fb713a4fb5e6397a0451614.jpg
Le amour
Cheiro de terra molhada
Vapor d’água acumulado nas vidraças
Em meio às tempestades
Aroma de café recém coado.
As cobertas, travesseiros
O calor que se espalha abafado
Em sussurros e afagos
Dois corpos se unindo em um só.
Colo, abraço apertado
Riso despreocupado
Cumplicidade, motivação.
Refúgio do caos
Ou a razão para enfrentá-lo.
Escrito por Lavínia Aguiar;
Exibindo Snapchat-2744447054342083049.jpg
O Estudo sobre o Amor!
Comentários
Tags: , ,




O que fazer quando não consigo mais caber em mim?
quarta-feira 17 de agosto de 2016 às 17:45 | Arquivado em: Cultura, Hidden Thoughts, O Estudo sobre o Amor

O que fazer quando não consigo mais caber em mim?

Me encaixo em ti

Faço da sua

Minha morada

Te abarco em mim também

E nesse quebra-cabeça

Perco a minha

Escrito por Fernanda Lima Diniz;

 

O estudo sobre o amor!

Comentários
Tags: , ,




Ciclo Vicioso
terça-feira 16 de agosto de 2016 às 21:03 | Arquivado em: Cultura, Hidden Thoughts

"Para se definir: conceda a si mesmo todas as possibilidades de ser, mude caminhos quantas vezes achar necessário." Alejandro Jodorowsky:

Me pego olhando para o celular estática esperando alguma mensagem talvez. Abro minhas redes sociais e nada de novo. Nenhuma notificação ou solicitações de amizade. Bloqueio a tela e olho para o teto. Chego a me questionar profundamente e ver o que posso ter feito de errado, e depois de muito pensar a minha conclusão é: não fiz nada.

Pego o celular novamente e repito o ciclo de novo, rigorosamente. Ora, poderia haver algo agora, certo? Errado! Então me questiono de novo. Serei eu desprezível? Falho em comunicação? Ruim de papo?

Isso não seria possível, porque quando precisam de mim eu estou aqui, pelo menos valho alguma coisa. Mas não quero ser assim, usada quando precisam de mim e descartada logo em seguida. Mereço algum valor.

Então tentando enganar a fluidez de meus pensamentos vou assistir algum seriado. Distrair a mente, rir um pouco, desprezar o fato de que a casa está vazia. Eu e a dramaturgia criando cenas e possíveis sonhos e acontecimentos, desviar aquela ansiedade que sinto.

Enjoando da mesma rotina, procuro fazer outras coisas, pintar, colorir, desenhar, cantar, tudo para uma tentativa de distração. Olho pro espelho, pratico a “sorrisoterapia”, converso sozinha. Bom que o tempo passa rápido.

Tento então a meditação, quero me conhecer melhor, fazer boas escolhas, me desprender. Assim, aprendi que posso contar comigo mesmo, descobrir novos caminhos, me amar, sou minha melhor companhia apesar de tudo.

Sigo com minha melhor amiga, eu mesma, na busca por dias melhores! Agora sim posso ser quem sou e me orgulhar disso.

Depois de muito refletir sobre o verdadeiro valor da humanidade, convido vocês a lerem um pouco a experiência e o ponto de vista sobre o amor de diversas pessoas, nos posts seguintes.

Belli Burton

 

Comentários
Tags:




Catarse: Da risada intensa às lágrimas solitárias
segunda-feira 25 de julho de 2016 às 13:33 | Arquivado em: Hidden Thoughts

Razão de viver.... : Fotografia:

Quando estamos com algum tipo de sentimento bem à mostra ou queremos mudar de humor e tentar disfarçar, sempre optamos por assistir algum filme, série, ou até mesmo ler um livro, afim de que isso passe rápido. Mas há tempos me pergunto e respostas aparecem para mim. Porque nenhuma dessas opções é sentir por inteiro esse sentimento? Seja ele alegria ou tristeza. Porque quando estamos tristes assistimos filmes dramáticos enquanto comemos porcarias e pedimos ao mundo que não nos ajude, quando o que nós realmente queremos é que nos tirem do fundo do poço?

Podemos até nos referir a vida como injusta, mas até que ponto estaremos certos? Não seria melhor agradecer o universo pelos bons momentos? Pela bela vista a sua frente ou até mesmo os maus momentos, mas que nos fizeram enxergar além para que tudo pudesse se tornar algo maravilhoso e inesperado?

Precisamos sentir para que a resposta apareça para nós. Não se culpe, não se rebaixe, apenas deixe que tudo clareie em sua mente. Medite para uma compreensão e deixe tudo passar com seu tempo, quando menos esperarmos tudo se esclarecerá. Como aquele velho ditado “A vida é uma caixinha de surpresas” e nunca saberemos o que vai nos acontecer, mas enquanto isso, seja grato. A gratidão não tem preço pelo qual precisamos pagar, mas nos extasia de uma forma maravilhosa e pode ter certeza que algo muito bom acontecerá em nossas vidas se simplesmente não nos cobrarmos e deixa-la fluir.

Chore, grite, ria, cante, leia, abrace, beije, ame, mas nunca se esqueça, se ame em primeiro lugar!

The Heart Never Lies

Some people laugh

Some people cry

Some people live

Some people die

Some people run

Right into the fire

Some people hide

Their every desire


But we are the lovers

If you don’t believe me

Then just look into my eyes

‘cause the heart never lies


Some people fight

Some people fall

Others pretend

They don’t care at all


If you want to fight

I’ll stand right beside you

The day that you fall

I’ll be right behind you


To pick up the pieces

If you don’t believe me

Just look into my eyes

‘cause the heart never lies


Whoa x2


Another year over

And we’re still together

It’s not always easy

But I’m here forever


Yeah we are the lovers

I know you believe me

When you look into my eyes

Because the heart never lies

‘cause the heart never lies

Because the heart never lies

Não podemos desistir, somos mais especias do que imaginamos.

O Fim De Tempo.:

By Belli Burton

Comentários
Tags: